Inicio
Escuela Bíblica
Escuela Teológica
Escuela Social
TESTIMONIO Y REFLEXIÓN
Rezar com os pés...
 
Miércoles 07 de Septiembre de 2011
El Pe. Aerton Marcos comparte su experiencia de vida en el Señor por medio del siguiente escrito.

“Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz” (Jo 14, 27). Atualmente é forte a busca por práticas espirituais que satisfaçam ou pacifiquem, mesmo que isto implique numa mescla de regras, ritos e imitações. E é nesse afã que muitos se desintegram ou desaparecem em meio às multidões móveis, conduzidas por bússolas desnorteadas. Diante dessa sede humana, surgem alguns recantos para acolher seguidores que precisam integrar fé e vida ou, até mesmo, sair de um espiritualismo que desvincula corpo e alma, razão e emoção, teoria e prática, oração e ação. No intuito de apoiar uma vivência e o equilíbrio desses dualismos está embasada a Religião que, verdadeiramente, não só apazigua, mas também amadurece.

            Partindo de uma educativa música de Padre Zezinho, é justo recordar que uma pessoa, espiritualmente concisa, é identificada pela mística paradoxal da “paz inquieta”. Esta mistagogia não dá sossego à inércia, à passividade e à indiferença, ao contrário, conduz a um agir que – quando necessário – ultrapassa a fronteira das expressões religiosas. Aqui, para figurar tal afirmativa, pode ser feita menção às mais variadas ou dinâmicas formas de expressar uma espiritualidade integrada: levantando os corações ao alto, tendo as mãos postas, mas sempre apoiando pés no chão para, deste modo, testemunhar a superação do individualismo humano e religioso denunciador daqueles que vivem “em paz”, enraizados em si mesmos, “livres” do compromisso social da fé.

            Sabe-se, pelas orientações médicas, que caminhar faz um grande bem à saúde. Nesta atividade alguns reaprendem a andar e outros vários adquirem a contemplativa prática de rezar caminhando. Em tal sentido, a vida espiritual é exercício e confissão de fé que, ao mesmo tempo, deve se prolongar no agir social que, profeticamente, combina fé viva, esperança sólida e caridade operante.

            A mística de uma fé que faz caminhar pode ficar mais clara, ainda, nas palavras de Santo Agostinho, quando afirma que “o corpo, devido ao peso, tende para o lugar que lhe é próprio, porque o peso não tende só para abaixo, mas também para o lugar que lhe é próprio. Assim o fogo encaminha-se para acima, e a pedra para abaixo. O azeite derramado sobre a água aflora à superfície; a água despejada sobre o azeite submerge-se debaixo deste: movem-se segundo o seu peso e dirigem-se para o lugar que lhes compete. As coisas que não estão no próprio lugar agitam-se, mas, quando o encontram, ordenam-se e repousam. O amor é o meu peso, para qualquer parte que vá, é ele quem me leva!”

A salubre busca espiritual deve ser – ao mesmo tempo – a procura por uma mística que não permita à pessoa humana fugir de si mesma ou dos encargos que a fé origina. Assim sendo, legítima é a espiritualidade que auxilia ao orante viver como peregrino e, igualmente, possibilita que sua oração seja transformada em fraternidade. Esta sim é paz verdadeira: agir iluminados pela fé, no perseverante passo a passo de cada hoje.

CEBITEPAL - Av. Boyacá No 169 D-75 Bogotá D.C. - Colombia
Teléfonos: (57-1) 5879 710 - (Ext. 302 - 303) Fax: (57-1) 5879 715
Email: cebitepalencontacto@celam.org